VAZIO
aplicativo
dengue
UEMS
rebanho

Padilha: pauta do Congresso não deve atiçar a violência política

Por Panoramams em 10/06/2024 às 23:11:04

Foto: CNN Brasil

O ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmou nesta segunda-feira (10) que o governo federal vai atuar para que a pauta de votações do Congresso Nacional, como os projetos de lei (PLs), não estimule a beligerância e viol√™ncia pol√≠tica. A declaração foi dada a jornalistas após encontro que reuniu os l√≠deres do governo na Câmara, no Senado e no Congresso Nacional, além de ministros do governo.

"O governo vai entrar em campo para que a pauta da Câmara não sejam projetos que atiçam a beligerância, atiçam a viol√™ncia pol√≠tica, projetos que se concentrem em desafios econômicos e sociais do nosso pa√≠s", afirmou o ministro.

"[O Congresso] deveria se concentrar na pauta econômica e social, com diverg√™ncia, com projetos de autores da oposição, da base, isso independe, mas concentrar nesse tema para gente reduzir esse grau de beligerância, de intolerância, que ficou expl√≠cito na semana passada, levou ao limite da agressão e impactou diretamente numa deputada que é um s√≠mbolo muito importante para a democracia do pa√≠s, que foi parar no hospital por conta desse clima", reforçou Padilha, em refer√™ncia à deputada federal Luiza Erundina (PSol-SP), que ficou hospitalizada após uma sessão tensa na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDH) da Câmara, que discutia uma medida sobre identificação de pontos de tortura durante a ditadura militar.

Outras iniciativas em pauta no Congresso, como o projeto de lei que pro√≠be a homologação de delações premiadas de pessoas presas, a proposta que equipara aborto a homic√≠dio, elevando a pena para 20 anos, e um projeto que pode privatizar √°reas de acesso às praias, v√™m causando alvoroço entre os parlamentares.

Padilha, que é o ministro da articulação pol√≠tica do governo Lula, pediu que, ao menos até 17 de julho, quando o Congresso Nacional entrar√° de recesso e a pauta ficar√° estagnada por conta das eleições municipais, o Parlamento foque em pautas j√° em andamento, como a Programa Mover, que trata de mobilidade verde e inovação; o programa Acredita, de acesso a crédito para pessoas de baixa renda; e a regulamentação da reforma tribut√°ria, bem como outras pautas econômicas e sociais.

Comunicar erro
UEMS JUNHO
Rebanho

Coment√°rios

compushop